Cremação

Como dizem os antigos, quando nascemos só temos uma coisa certa – que vamos morrer! Apesar de ser um assunto tabu para uma grande maioria das pessoas, a morte faz parte da vida de todos nós. A morte assusta-nos, preocupa-nos, mas é algo que não podemos evitar, nem da qual podemos fugir. E no fim da vida, há uma preocupação … qual o destino final de quem partiu? Quando se fala neste tema, é habitual ouvirmos os nossos familiares ou amigos, dizerem para que se faça determinado procedimento quando eles falecerem. Sejamos sinceros, todos nós, em algum momento da vida, já pensámos ou verbalizámos o que queremos que façam com os nossos restos mortais, em especial, se queremos ser enterrados ou cremados! Apesar da cremação ser um dos processos mais antigos praticados pelo homem – há
indícios que na região do Lago Mundo, na Austrália, as cremações verificavam-se há mais de 20.000 anos – esta não era uma prática habitual no nosso País.

No entanto, hoje em dia, a cremação é uma tendência crescente e cada vez mais uma opção discutida e aceite socialmente, sendo considerada como uma medida prática e higiénica. O Crematório de Almeirim, que resulta de uma parceria entre o Município e a Junta de Freguesia de Almeirim, é a primeira infraestrutura do género no distrito de Santarém e é uma mais valia para todos aqueles que optarem pela cremação.

Teresa Aranha
Partido Socialista

.