Não há soluções, há caminhos: 16 de maio

Perguntava-me alguém: “Quando se deve começar a falar de religião às crianças”? E eu respondi, imediatamente, sem pensar: “Na barriga da mãe”. É estranho que haja quem pense que pode haver uma educação neutra. Se eu não educo religiosamente é porque estou a educar não-religiosamente! Não há neutralidade, estamos sempre a transmitir algo. A questão é a medida, a linguagem e a gradualidade que permitem um dia fazer seu ou rejeitar aquilo que se recebeu.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.