1 Maio

O 1º de Maio é uma data de afirmação de valores, força e solidariedade de trabalhadores unidos. É uma data que nasceu com a luta de trabalhadores contra a exploração, pelos direitos laborais e sociais, pela dignidade e justiça social. No 1º de Maio, afirmamos os valores de Abril – Saudamos as lutas de ontem, comemoramos as de agora e as que hão-de vir.

Hoje, vivemos um momento complexo em que a prioridade é salvaguardar vidas e a saúde de todos. O Serviço Nacional de Saúde está sob grande pressão – a dedicação e empenho dos seus profissionais têm sido notáveis – mas também importantes são os trabalhadores que asseguram o funcionamento de outros serviços públicos e sociais, bem como aqueles que produzem bens e serviços essenciais.

Sem trabalhadores nada funciona! Neste momento muitos trabalhadores e suas famílias passam por dificuldades – os seus direitos são atacados – desde o emprego, aos salários. À boleia do vírus, os atropelos laborais têm sido muitos e graves.

É preciso impedir que sejam os trabalhadores os principais vítimas das nefastas consequências económicas e sociais de crise provocada pela pandemia da Covid19 e, depois desta, é preciso continuar a combater políticas de retrocesso como a precarização das relações de trabalho e o aumento da exploração, a manutenção dos baixos salários, o ataque aos serviços públicos e às funções sociais do Estado que devem ser garantidos de forma universal.

Por Coutinho Lopes

.