Voltar a acreditar

Voltar a Acreditar, é esse o mote dado pela moção vencedora do congresso que elegeu o Francisco Rodrigues dos Santos (FRS) como o novo presidente do CDS. Foi uma das eleições mais disputadas à liderança do CDS, com um debate bastante polarizado: de um lado João Almeida, apoiado pela antiga direção; do outro FRS, apoiado pelas bases do partido, congressistas anónimos que tantas vezes são esquecidos nas alturas de grandes decisões. No final ganhou o FRS, ganhou o partido. O meu apoio em congresso foi dado à moção Juntos pelo Futuro subscrita pelo Filipe Lobo d’Ávila, deputado do CDS eleito pelo círculo de Santarém em 2011, altura em que o CDS obteve 1353 votos, 12.5%, no concelho de Almeirim.

Apesar de derrotado, Filipe Lobo d’Ávila aceitou o convite de integrar a nova direção do partido, dando uma vez mais provas do seu compromisso para com o partido numa altura em que devemos construir pontes e não erguer muros. A nova direção promete unir o partido, de norte a sul do país, fazendo de cada canto de Portugal o seu escritório à semelhança do que FRS fez na Juventude Popular, sucesso que lhe valeu a distinção pela revista Forbes em 2018 como uma das 30 pessoas mais brilhantes, inovadoras e influentes na Europa com menos de 30 anos, na área de Direito & Política. FRS é uma lufada de ar fresco na política nacional, homem de palavra e de valores, que olha olhos nos olhos de cada militante e os chama pelo próprio nome. O CDS de Almeirim conta consigo e a sua direção para firmar definitivamente o CDS como a grande e a verdadeira casa da Direita em Portugal e para devolver ao CDS ao seu legado autárquico.

Por JOAO ROSA

.