Não há soluções, há caminhos: 28 março

É claro que anda toda uma máquina de marketing a gritar: “Você tem absoluta necessidade de comprar os sapatinhos amarelos que ainda não tem na sua colecção. Já tem os laranja e os azuis, mas olhe que saíram os amarelos, complete a colecção! Não fique para trás! Que figura vai fazer se não tem no armário os tais amarelos. Última oportunidade. Vem aí o dia anual do amarelo!” E o pobre coitado nesse dia vai estar doente… Não há-de ser assim tão difícil de entender porque “gostamos” de ser enganados.
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA

.