Dois homens detidos no concelho de Almeirim em mega operação da Unidade de Ação Fiscal da GNR

Dois homens residentes no concelho de Almeirim foram detidos por posse ilegal de arma, posse de arma proibida e introdução fraudulenta no consumo qualificada na passada terça-feira, 30 de janeiro, numa mega operação da Unidade de Ação Fiscal da GNR nos distritos de Santarém, Leiria, Setúbal e Beja.

Os dois suspeitos dedicavam-se à produção e comercialização de forma ilícita de bebidas licorosas, que depois distribuíam e vendiam em diversos restaurantes e cafés, furtando-se do pagamento do respetivo imposto sobre as bebidas. Nas buscas realizadas por esta unidade da GNR os homens foram detetados na posse de duas armas de fogo ilegais e proibidas.

Nesta operação que envolveu diversos distritos as autoridades fizeram 11 buscas, oito domiciliárias e três delas em armazéns e anexos, onde foram apreendidos cerca 9 mil litros de bebidas alcoólicas, equipamentos e objetos diversos utilizados na sua produção e acondicionamento, no valor presumível de 93 mil euros. Para além das bebidas alcoólicas, os militares apreenderam uma viatura, 12 mil euros em dinheiro, duas armas, 40 munições e ainda oito telemóveis.

A Unidade de Ação Fiscal da GNR estima que, desde o início da investigação, o valor da fraude, em sede de impostos indiretos (IVA e Imposto Especial Sobre o Consumo de Bebidas Alcoólicas), resultante da atividade delituosa detetada, ascenda a mais de 300 mil euros.

No final da mega operação da GNR foram constituídos arguidas nove pessoas, por fraude fiscal e introdução fraudulenta no consumo de bebidas alcoólicas. Os dois homens residentes no concelho de Almeirim estão entre os arguidos mas foram detidos, em flagrante delito, por posse ilegal de arma e por posse de arma proibida.

.