Francisco Oliveira inaugurou novo sistema de abastecimento de Água Azerveira e Raposa

Com a bênção do Arcebispo de Évora, D. José Alves, a população da Azerveira, Coruche integrou este domingo a inauguração do novo Sistema de Abastecimento de Água da Azerveira/Raposa na visita pastoral que reuniu dezenas de cristãos. O líder da Diocese de Évora concedeu a bênção aos trabalhadores que projetaram e realizaram a obra e aos utilizadores do sistema que serão as populações das duas freguesias.

“A água é fundamental para a vida das pessoas. Este é um bem precioso. Esta obra é muito importante para cada um de vós porque é um sinal de desenvolvimento e de progresso haver água de qualidade e em abundância”, referiu o líder religioso.

A obra, que custou 1,1 ME, foi inaugurada pelo Presidente da Águas do Ribatejo (AR), Francisco Oliveira, que é também o Presidente do Município de Coruche. O anfitrião convidou o Presidente da Câmara Municipal de Almeirim, Pedro Ribeiro e os presidentes das juntas de freguesia de São José da Lamarosa, Anacleto Oliveira e Raposa, Cristina Casimiro para descerrarem a bandeira que cobriu a placa que perpétua a inauguração.

“ Este investimento superior a um milhão de euros, só foi possível porque os autarcas tiveram uma nova visão de futuro e apostaram no interesse intermunicipal. Doutra forma Azerveira e Raposa nunca teriam esta obra fundamental para os próximos 30 anos”, disse o Presidente da AR.

Pedro Ribeiro, autarca de Almeirim e Presidente da Assembleia-Geral da AR, reforçou a importância de sete municípios estarem unidos num projeto único. “Todos ganham com este modelo que já deu provas de ser a melhor opção para a região”, disse. O autarca realçou a importância do novo sistema, também, para a Freguesia da Raposa, fazendo votos de que a conduta seja construída até ao final do ano. A ligação do novo Reservatório à localidade da Raposa começa a ser feita ainda este mês e deve ficar pronta até ao final do ano. A empreitada custa cerca de 300 mil euros e encerra este conjunto de obras.

Cristina Casimiro, presidente da Junta da Raposa agradeceu a decisão da AR de construir um sistema alternativo ao atual que já acusa a idade das infraestruturas e vai ficar de reserva quando o abastecimento passar a ser assegurado a partir da Azerveira. “É uma obra muito importante para a nossa freguesia. Ficámos muito satisfeitos quando soubemos da decisão da AR de avançar com a obra”, referiu.

O autarca anfitrião, Anacleto Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de São José da Lamarosa foi parco em palavras, num discurso escrito salientou que este foi um dia especial para as populações da Azerveira e considerou que o abastecimento de água é fundamental para a qualidade de vida que pretende garantir aos seus fregueses.
“Esta é uma das obras mais importantes da freguesia porque a água é essencial para o progresso”, acrescentou, antes de convidar os presentes para um almoço convívio com o Arcebispo de Évora.

A AR já investiu cerca de 30 ME no Município de Coruche, assegurando uma cobertura de 95% no abastecimento e 90% no saneamento.

.