Vitor Figueiredo foi considerado um dos 40 líderes empresariais do futuro

EMPRESA O Grupo Greenyard é um dos maiores operadores de frutas e legumes do mundo desenvolvendo vários ramos de negócio adaptados à realidade de cada país. Em Portugal está essencialmente dedicado à atividade de logística e transportes de produtos alimentares em temperatura controlada.

Que significado teve estar pelo segundo ano a fazer parte do ranking dos Best Team Leader de Portugal?

O Best Team Leaders é uma organização da Tema Central e da Q Metrics que, desde 2012, avalia líderes empresariais. A partir deste ano, a metodologia foi reconhecida academicamente pela Universidade Nova IMS. Os líderes são avaliados com base em várias dimensões como Organização, Sociedade, Pessoas e Equipa. As principais características avaliadas são Acessibilidade; Autenticidade; Credibilidade; Integridade; Inspirador; Envolvência; Flexibilidade; Desafiante; Objetividade; Empatia; Coragem; Criatividade; Resiliência; Inteligência Emocional. Foi com enorme satisfação que, pelo segundo ano consecutivo fiz parte do ranking dos Best Team Leaders. Este é um reconhecimento especial porque vem essencialmente de uma avaliação direta das pessoas que melhor podem avaliar as minhas capacidades de liderança que são as pessoas com quem trabalho. No ano passado além de ter sido considerado um Best Team leaders fui também considerado um dos 40 líderes empresariais do futuro, uma organização do Fórum de Administradores e Gestores em colaboração com o Jornal Expresso. Não é por estas distinções que trabalho, mas obviamente que fico muito feliz pelo reconhecimento.

Pode descrever a “Greenyard Logistics Portugal”?

A Greenyard Logistics Portugal é uma empresa que até agora pertenceu ao grupo Greenyard que está sediado na Bélgica. Presente em Portugal desde 2001, a Greenyard trabalha na logística e transportes em temperatura controlada. A empresa oferece um serviço de logística e transporte muito abrangente e completo. Estamos especializados na logística e transporte de produtos alimentares perecíveis. Em termos de temperatura, conseguimos cobrir todos os intervalos indicados para produtos alimentares, desde -25ºC a +18ºC. Trabalhamos com produtos tão diversos como pescado fresco, bacalhau seco, frutas e verduras, charcutaria, carne fresca, lacticínios, toda a gama de produtos congelados, produtos secos, etc. Conhecemos muito bem os produtos que nos são confiados e temos os meios necessários para os conservar e preparar da melhor forma. Diariamente, em média, expedimos cerca de 2.800 paletes. O armazém principal está localizado em Riachos e tem cerca de 17.000 m2 e uma capacidade de armazenagem total de cerca de 15.000 paletes. Estamos também presentes no norte do país com uma instalação em Leixões. Atualmente estamos a construir umas novas instalações em Modivas com uma capacidade de armazenagem de cerca de 6.300 paletes que substituirão as instalações de Leixões já no primeiro trimestre de 2020. Em termos de transporte, possuímos uma rede de distribuição quer nacional, quer internacional muito competitiva e eficaz. Toda a frota ao nosso serviço, cerca de 150 camiões, é bi-temperatura e possui controlo de localização e temperatura através de GPS, pelo que conseguimos oferecer soluções combinadas, altamente flexíveis e eficientes sempre com o máximo de segurança e rastreabilidade. Cerca de metade do nosso volume de negócios é feito com clientes da moderna distribuição (supermercados), enquanto a outra metade é feitas com produtores, distribuidores, importadores e grossistas de produtos alimentares. Sentimo-nos confortáveis com modelos de negócio complexos e desenhados à medida de cada cliente que permitam otimizar toda a supply chain e não apenas a atividade de logística e transporte. A nossa infraestrutura é altamente moderna e está totalmente pensada para garantir uma utilização de recursos eficiente, quer do ponto de económico, quer do ponto de vista ambiental.

Que posição tem no mercado?

A Greenyard Logistics Portugal tem uma posição de relevo no panorama geral dos operadores logísticos. A nível nacional, estamos no Top 3 dos operadores que trabalham com produtos alimentares em temperatura controlada.

Tem mais de 200 colaboradores?

Em ambos os armazéns, a Greenyard conta com 280 trabalhadores diretos. Se incluirmos também os postos de trabalho indiretos, são mais de 400 os empregos gerados pela Greenyard. Que balanço faz do ano de 2019? O ano de 2019 tem sido muito positivo para a nossa empresa. Em relação à atividade propriamente dita, assistimos, não só a um crescimento geral do mercado de outsourcing da logística de frio, mas também a uma evolução muito positiva da atividade desenvolvida pela Greenyard já que, felizmente, cresceu a taxas superiores às do mercado. 2019 foi também o ano em que iniciamos a construção do novo armazém de Modivas. Em termos de mercado ampliámos significativamente a nossa base de clientes, incluindo sectores com quem até aqui não tínhamos trabalhado como o sector da aviação, por exemplo. E perspetivas para 2020? Sabemos à data de hoje, por fatores que ainda não posso revelar, que 2020 será um ano de mudança significativa para a Greenyard em Portugal. Estamos muito entusiasmados com essas mudanças, já que nos permitirão continuar a crescer de forma significativa e servir ainda melhor os nossos clientes. Qual o volume de negócios? O ano de 2018 foi fechado com cerca de 20,5 milhões de euros de faturação. No ano de 2019 esperamos faturar cerca de 23 milhões de Euros. Tudo nos leva a crer que em 2020, continuaremos a crescer e esperamos superar a marca dos 25 milhões de euros.

A localização em Riachos está relacionada com a centralidade?

Sim, em 2001, quando a empresa escolheu a sua localização optou por Riachos exatamente pela sua centralidade e facilidade em fazer chegar os produtos a qualquer ponto do país de uma forma fácil e célere. Com a evolução, quer do negócio, quer da empresa, tornou-se necessário ter uma segunda instalação na zona do Porto (Modivas). A seu tempo haveremos também de reforçar a nossa proximidade a Lisboa. Nunca pensou que Almeirim também podia ser um bom local? Almeirim é uma localização com excelentes condições para desenvolver um polo logístico de relevo. A prova disso é o investimento que a maior empresa do concelho está a fazer atualmente nesse campo. A sua centralidade, os excelentes acessos, a disponibilidade de mão de obra e a possibilidade de poder conjugar logística com produção agrícola levam a que Almeirim possa ser considerado como uma joia por descobrir do ponto de vista logístico. A logística tem sido dos sectores que mais tem incorporado inovação tecnológica nos últimos anos. No entanto, tem sido também dos sectores que mais tem absorvido mão de obras. Ambos os fatores seriam, em meu entender, muito positivos para o concelho.

Presente em Portugal desde 2001, a Greenyard opera no mercado de prestação de serviços logísticos e de transportes de produtos alimentares, com maior incidência nos produtos alimentares perecíveis, e na Importação e Comercialização de Frutas e Hortícolas. Localizada no centro geográfico do país, a Greenyard Logistics Portugal possui uma plataforma logística com 17,000m² que cobre todas as necessidades de temperatura desde -25ºC a +18ºC e ambiente numa única localização apoiada por hubs de cross docking. Atualmente, a Greenyard Logistics Portugal conta com cerca de 250 colaboradores diretos. O Grupo Greenyard foi fundado na Bélgica em 1987, por Hein Deprez. Em 2015 verificou-se a fusão entre vários negócios, dos quais a família Deprez era acionista maioritária, nomeadamente Univeg, Pinguim, Noliko, Petralcom. Formando o Grupo Greenyard. A Greenyard é um player global em frutas e vegetais, ativo em todos os segmentos:

Frescos: Nº 1 em frutas e vegetais globalmente Volume de negócios de 3,3 mil milhões de euros 2 milhões ton / ano + 5,600 colaboradores 32 centros de distribuição;

Preparados: Nº 1 em cogumelos globalmente Nº 5 em frutas e vegetais na Europa Exporta para mais de 60 países + 1,000 colaboradores 350,000 ton / ano + 50 anos de experiência;

Congelados: Nº 2 em vegetais e frutas na Europa 450,000 ton / ano 10 locais de produção na Europa Exporta para mais de 80 países + 2,000 colaboradores + 50 anos de experiência.

.