Não há soluções, há caminhos: 16 de abril

Possuir para fazer meu o outro é fazer dele uma coisa, e tratar o outro como coisa é agredir. Contrapõe-se a isto a descoberta da ternura, que não é nenhuma pieguice nas relações, é a capacidade de uma relação harmónica. Esta manifesta-se por gestos de respeito, que são libertadores, muito próximos, mas sem prender. É este o verdadeiro carinho, seja dos pais para com os filhos, seja entre amigos, seja entre os membros do casal…
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.