Não há soluções, há caminhos: 15 de abril

A abertura da pessoa ao outro é o essencial, o resto é apenas um truque de auto-suficiência, afaga o ego mas não promove uma relação de abertura ao outro, que faz redescobrir o gosto do sentimento de ternura e da relação. A pessoa talvez vença aquele caso de decepção nas suas relações com truques, mas começa a ficar amarga. E aqui a nota amargura/ternura é muito séria. Porque há muitas pessoas que venceram voluntariosamente um mau bocado, mas depois reagem mal. “Agora vai ser à força, quem mas fizer paga-mas!”
Vasco P. Magalhães, sj
ONDE HÁ CRISE, HÁ ESPERANÇA
Um pensamento para cada dia: ver em tudo o que acontece uma oportunidade de crescimento.

.