10 anos

Em 2009, aproximadamente nesta altura em que começa a primavera, estava a fazer o meu projeto de fim de licenciatura tendo como barulho de fundo o ruído ensurdecedor das máquinas que cortavam o alcatrão. Finalmente, depois de anos a fio de condutas rebentadas em Paço dos Negros, em que dia sim dia não ficávamos sem água corrente, as condutas iam ser mudadas, com o bônus do saneamento que até então não existia aqui. Foi uma obra importante que tardou, e que veio nesse 2009 que era ano de eleições autárquicas. Terminada a obra, as pessoas de Paço dos Negros “viram-se e desejaram- -se” até 2013 (novamente ano de autárquicas), quando foram asfaltadas quase todas as ruas que tinham sido esventradas quatro anos antes. Ficou fora desta requalificação a Rua General Humberto Delgado, que é nada mais nada menos que uma das principais vias desta localidade, onde não só vive uma fatia considerável da sua população, como também é o acesso a outras localidades.

Prometiam, nas autárquicas de 2017, que seria aí que esta estrada seria finalmente terminada, quando se começaram a colocar passeios nesta rua. Seria o fim de uma obra que começou em 2009. Contudo, ano e meio volvido das autárquicas e dois anos após o início das obras nesta rua, continua o arruamento no caos que estava. Por outro lado, pelo menos dois cidadãos de Paço dos Negros, como peões, graças ao estado pouco seguro desta via, sofreram acidentes na mesma, encontrando-se um deles inclusivamente ainda internado. O caminho faz-se caminhando. É um facto. Mas um caminho de dez anos começa a ser comprido de mais para esta “Obra de Santa Engrácia”.

Samuel Tomé
CDU Almeirim

.