Não há soluções, há caminhos: 14 fevereiro

Não podemos afirmar a nossa dignidade sem liberdade e independência. A liberdade interior, que é bem mais importante do que a liberdade exterior, consiste em possuir um coração puro que não cede a influências e a pressões. A independência é, antes de mais, seguir uma lei própria, ser autónomo nas decisões e opções que vamos fazendo e que configuram a nossa vida. Não é fácil em muitas situações ser livre e independente, todos nós conhecemos exemplos disso mesmo, mas é indispensável e devemos contribuir para que outros o consigam ser.
Vasco P. Magalhães, sj
NÃO HÁ SOLUÇÕES, HÁ CAMINHOS
365 vezes por ano não perguntes porquê, mas para quê.

.